Opinião

Opinião: Salvador Sobral e a vitória da paixão pela música

Ricardo Sodré: “A música não é competição mas, naquele festival, tinha de ganhar a música. E assim foi. Obrigado, Salvador!”

“Vivemos num mundo de música descartável, de música fast-food sem qualquer conteúdo e acredito que esta pode ser uma vitória da música, das pessoas que fazem música que, de facto, significa alguma coisa. A música não é fogo-de-artifício, é sentimento. Vamos tentar mudar isto. É altura de trazer a música de volta, que é o que verdadeiramente interessa.” Foram estas as primeiras palavras de Salvador Sobral no palco da final do Festival da Eurovisão, em Kiev, após ser anunciado o resultado final.

Como amante da música não poderia estar mais de acordo. O mundo em que vivemos está cheio de música que não é música e é isso que me faz ficar ainda mais contente com a vitória do Salvador. Amar Pelos Dois, composta por Luísa Sobral, irmã do Salvador, é uma obra das primas, é magnífica, e a interpretação do Salvador é para mim a definição de sentir a música, de maneira crua, sem filtros. É também por isso que tanta crítica destrutiva e sem nexo recebeu. Mas também é por isso que justamente foi vencedora.

Esperemos que esta seja também uma vitória da música portuguesa. Já chega de música fast-food também cá em Portugal! Porque não uma aposta forte na música perante as crianças e os jovens? Porque não é uma disciplina obrigatória na escola? Está provado que a educação musical ajuda no raciocínio lógico, no estímulo da criatividade, da imaginação e até da concentração, uma das maiores queixas dos professores perante os seus alunos.

Mais uma vitória para o nosso país e a prova de que somos bons nas várias áreas onde estamos inseridos. Pena que os apoios não sejam, muitas das vezes, a quem merece, mas é isso que dá mais gosto e valor a estes momentos. Os meus parabéns aos irmãos Sobral. E, para terminar, resta-me apenas dizer que a música não é competição mas, naquele festival, tinha de ganhar a música. E assim foi. Obrigado, Salvador!

Ricardo Sodré
Diretor de Gestão e Desenvolvimento de Projetos da Tomar TV

Ricardo Sodré
Ricardo Sodré
Colaborador na área da Cultura. Co-fundador da Tomar TV.

One thought on “Opinião: Salvador Sobral e a vitória da paixão pela música

  1. A ideia de que quanto mais rasca, mais pimba mais azeiteiro se for , o sussesso estava garantido, tem tendência a acabar!. Assim como as tatuagens , os donuts nas orelhas,as argolas no nariz etc. Que coitadinhos…! Também aqueles gajos todos aos pulos atrás do cantor teem os dias contados! DELIRO!.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *