Política

Esquerda pressiona Governo sobre Fábrica de Papel do Prado

PCP e Bloco enviaram questões ao Governo sobre a falência da Fábrica de Papel do Prado. Cerca de 70 pessoas terão ficado sem emprego.

O Partido Comunista Português (PCP) e o Bloco de Esquerda (BE) estão a fazer pressão junto do Governo acerca da insolvência da Fábrica de Papel do Prado, que resultará no despedimento de cerca de setenta trabalhadores.

Nos últimos dias, deram entrada na Assembleia da República (AR) questões oficiais de ambos os partidos dirigidas ao ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, tutelado por Vieira da Silva, e ao ministério da Economia, tutelado por Manuel Caldeira Cabral.

A empresa responsável pela histórica unidade fabril tomarense, a Prado Karton, anunciou no mês passado o fim das operações. Em causa, um aumento dos custos da matéria-prima devido à “escassez de oferta a nível mundial”, o que resultou num “cenário insustentável”, anunciou a empresa num comunicado. Os salários dos trabalhadores até junho terão sido pagos.

Face a isto, o deputado comunista António Filipe decidiu questionar o Governo sobre “que conhecimento tem da situação da Fábrica de Papel do Prado e que diligências tenciona tomar com vista a apurar as circunstâncias em que se processa o respetivo pedido de insolvência e a salvaguardar os direitos dos trabalhadores envolvidos”. As perguntas foram enviadas a ambos os ministérios.

Também os deputados do BE Paulino Ascenção e Carlos Matias terão colocado questões ao ministério da Economia, perguntando se o executivo está a par da “declaração de insolvência da Prado Karton e das graves e múltiplas consequências que daí estão a advir”. Além do mais, os deputados querem saber se o Governo “considera que esta empresa é pouco relevante no quadro da economia da região” e se “vai intervir para ajudar a recuperar esta empresa e de que forma”.

Tomar TV
Tomar TV
Redação da Tomar TV.
http://www.tomartv.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *