Regiões Sociedade

Grandes incêndios na Sertã e em Coimbra. Vento complica combate às chamas

Fogos eram combatidos por cerca de 1.000 bombeiros. Vento dificultava o combate às chamas. A13 cortada na zona de Almalaguês.

Mais de 420 bombeiros combatiam um incêndio de grandes dimensões no concelho da Sertã que começou ao início da tarde deste domingo, na localidade de Mosteiro de São Tiago. Pelas 19h15, os bombeiros eram ainda apoiados por mais de 120 viaturas e sete meios aéreos de combate a incêndios, com registo de duas frentes ativas. A coluna de fumo no horizonte era visível a partir da cidade de Tomar.

Este incêndio no distrito de Castelo Branco é um dos vários fogos de grandes dimensões que estavam a inspirar maiores cuidados às autoridades. O vento estava a dificultar em larga medida o combate dos bombeiros, de acordo com o ponto de situação da Proteção Civil ao final da tarde. Os fogos ainda estavam ativos e a expectativa era a de que os trabalhos de combate ainda se fossem prolongar por mais algum tempo.

À mesma hora, outro fogo com duas frentes lavrava também em Coimbra, na localidade de Carvalhosas (Ceira), combatido por mais de 330 bombeiros, apoiados por 83 viaturas e três meios aéreos, segundo as últimas informações da Proteção Civil. A ocorrência, que se junta a outros incêndios a afetar o distrito de Coimbra este domingo, levou ao corte da A13 que também serve o concelho de Tomar, mas apenas num troço na zona de Almalaguês.

Por fim, outro incêndio a inspirar cuidados lavrava em Gavião, no distrito de Portalegre. Ao final da tarde, mobilizava mais de duas centenas de bombeiros, 61 meios terrestres e cinco meios aéreos.

Tomar TV
Tomar TV
Redação da Tomar TV.
http://www.tomartv.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *