Cultura

Video: Conheça uma “embaixada” do património tomarense em Coimbra

A Tomar TV foi até à cidade dos estudantes e encontrou representações do património de Tomar.

Já ouviu falar do Portugal dos Pequenitos? Sim, aquele lugar mágico onde tudo se transforma no tamanho ideal para os mais novos.

Provavelmente todos nós já visitámos este lugar quando éramos crianças. Este parque está localizado na mítica cidade de Coimbra e contém pequenas representações de vários monumentos e edifícios emblemáticos espalhados de norte a sul do país.

O jornalista da Tomar TV, Sérgio Aleluia, esteve em Coimbra para mostrar quatro elementos da cidade templária representados em miniatura neste parque.

Quer saber quais? Então veja o vídeo abaixo e descubra.

Tomar TV
Tomar TV
Redação da Tomar TV.
http://www.tomartv.com

One thought on “Video: Conheça uma “embaixada” do património tomarense em Coimbra

  1. Gostei da reportagem. No entanto, uma vez que Tomar Tv afirma privilegiar o rigor, julgo útil assinalar dois aspectos menos positivos. Um é mesmo inteiramente falso.
    Ao contrário do que afirma o reporter, a sala que tem a janela do capítulo, foi sala do capítulo e sacristia, mas nunca sala das cortes. Não teve por isso qualquer ligação com as cortes de Tomar, quando existia já o chamado “Convento novo”, o conjunto de construções renascentistas do reinado de D. João III, com salas bem mais vastas, designadamente a poente do Claustro da Micha, e um espaçoso refeitório.
    Sobre os monumentos tomarenses representados no Portugal dos pequeninos, não são quatro, mas cinco. Faltou apresentar a Janela manuelina da fachada, irmã da Janela do capítulo, que em Coimbra está do lado esquerdo, por baixo da reprodução da Torre de S. João Baptista.
    Aproveito para esclarecer que inicialmente a Sala do capítulo tinha 5 janelas. Duas viradas a norte, duas a sul e uma a poente. As duas viradas a norte foram destruídas para construir o corredor dos confessionários, por sua vez demolido no século XIX. Uma das viradas a sul foi destruída para construir a escada de acesso ao coro alto. Restam portanto duas: a do capítulo, que todos conhecem e a da fachada sul, entalada pelo Claustro de D. João III.
    Dito isto, desejo-vos bom trabalho, pois mais vale fazer com erros que nada fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *