In-between

In-between: “Como é que conseguiste ser modelo?”

Sara Sequeira: “Quis fazer as pazes comigo mesma. Nasceu, então, a minha luta para que todos os corpos tenham lugar no mundo da moda.”

“Como é que conseguiste ser modelo?” É uma das perguntas que mais me fazem. Chega a ser fascinante o brilho que aqueles olhos refletem. Porque que é que a moda é tão cativante?

Nunca quis ser modelo. Até porque nada daquilo me atraía. Simplesmente aconteceu. Ainda me lembro de querer desistir de tudo quando fui, pela primeira vez, a um casting para uma publicidade em televisão. Odiei. O casting era para a Danone, supostamente plus-size. Na altura, com 1,70, pesava 63 quilos (foi uma “sorte” ser agenciada com aquele peso.) Foi constrangedor.

Quando me cruzei com algumas modelos, muitas delas já batidas em publicidade, todas mais magras do que eu, questionei se seria algo que gostaria de voltar a fazer. Porque queriam uma modelo plus-size que, afinal, eram apenas miúdas com o peso ideal. Mas a vida dá voltas e acabei por ficar neste mundo, mas com uma luta um pouco diferente.

Passado uns meses deste casting, comecei a engordar. Muito. Estava doente e os comprimidos que tomei acabaram por ter impacto: 24 quilos em seis meses. Com a auto-estima completamente arrasada, deixei tudo para trás. A agência, os estudos, a minha vida. Senti-me bastante sozinha naquele momento, mas olhando para trás, tudo faz sentido. Procurei por alguém como eu no mundo da moda, mas nada. Todas elas eram magras.

Estava com bastante dificuldade em aceitar-me. Não por mim, mas pelos outros. Farta de ouvir piadas sobre o meu corpo, procurei, mas não encontrei ninguém com quem me identificasse. No momento em que estamos frágeis emocionalmente e em que a nossa auto-estima simplesmente desaparece, é importante não sentir que a própria sociedade nos exclui.

Mas a verdade é que a tendência é para categorizar pessoas pelo seu aspeto. Se tem tatuagem é drogado, se está gorda é feia, se tem cabelo curto é Maria rapaz. Principalmente nos meios mais pequenos. Porém, era uma triste realidade que, felizmente, está a mudar! E é tão bom saber que cada um está na sua luta por se reafirmar!

Quis ser quem precisava naquela altura. Quis fazer as pazes comigo mesma. Quis calar bocas de preconceitos. Nasceu, então, a minha luta para que todos os corpos tenham lugar no mundo da moda e, consequentemente, na sociedade. Porque a moda não é uma questão de beleza, mas sim de atitude!

O meu nome é Sara, uma modelo in-between ou lá o que é. E esta é uma rubrica para pessoas reais! Todas a quinta-feiras espero por vocês, aqui, na Tomar TV.

Sara Sequeira
Modelo e blogger tomarense


Este é um artigo de opinião. As opiniões publicadas na Tomar TV são da responsabilidade da autora que as subscreve.

Sara Sequeira
Sara Sequeira
Autora da rubrica "In-between", escreve à quinta-feira
https://www.plushakeblog.com/

One thought on “In-between: “Como é que conseguiste ser modelo?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *